segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Continuando a história do nascimento da Lu

 

Vou começar a contar do início, durante todo o pré natal eu dizia que queria muito que la nascesse de parto normal. Mas apesar de eu ter lido muito sobre o assunto, ainda faltou informação, pois quando eu completei 40 semanas o médico que me acompanhou durante todo o pré natal fez um verdadeiro terrorismo, dizendo que era muito arriscado esperar mais, que o bebê podia defecar na barriga ai iria complicar muito (somente depois eu fui descobrir que ele era um obstetra que tinha em seu currículo um grande numero de cesáreas) E disse que se eu meu marido insistisse em esperar ele não se responsabilizava. Como minha gravidez tinha sido tranquila, eu só havia tido um deslocamento da placenta no início da gravidez, mas isso não era motivo pra não esperar, resolvemos que iriamos esperar até 42 semanas se fosse necessário.

Meu pensamento era o seguinte, queria que ela nascesse realmente quando chegasse a hora, não estava sendo inconsequente, fiz todos os exames necessários pra saber se estava tudo bem e estava tudo normal, dava pra esperar. O que percebiamos era que o médico não queria correr o risco de esperar e passar o natal fazendo parto, enfim ele havia nos dado mais 1 semana e havia dito que até segunda-feira se eu não tivesse nem um sinal ele não esperaria mais e faria o parto, eu havia ficado muito triste, mas coloquei nas mãos de Deus, então na segunda-feira nem sinal dela querer  nascer, fui pra maternidade e o médico que me acompanhava não estava tinha viajado e nem tinha avisado ele que tinha dito pra eu internar na segunda (puro descaso, fizemos reclamação dele junto ao hospital), enfim outra obstetra me atendeu, ela me examinou e disse que a bebê ainda estava alta, mas que ainda podia esperar mais, porque estava tudo normal e me aconselhou que andasse bastante pois ajudaria a bebê encaixar. Naquele dia eu e meu marido batemos perna o dia todinho, cheguei em casa exausta, então na madrugada por volta das 6 da manhã acordei com um cólica leve e fui ao banheiro quando me limpei saiu uma meleca parecida com clara de ovo mas bem espessa, era o tampão sobre o qual tanto tinha lido, o meu marido já queria ir correndo pra maternidade, mas eu sabia que ainda dava tempo pra eu tomar banho, afinal essas coisas não são como nos filmes,rsrsrs. Chegamos na maternidade por volta das 7:30hs, como já era véspera de Natal as enfermeiras tinham que ligar pra um plantonista, neste meio tempo minha bolsa rompeu, eu estava irradiante de felicidade pois achava que seria parto normal e outro detalhe tinhamos programado para que meu marido acompanhasse o parto, mas quando o plantonista chegou já me levou pra sala de exames e não permitiu que meu marido acompanhasse, quando me examinou viu que eu estava apenas com 4 dedos de dilatação e disse que como a bolsa já havia rompido não poderia esperar mais e teria que fazer cesárea. Eu me senti tão desprotegida naquele momento, tentei argumentar mas não adiantou, afinal de contas ele era o médico e eu era mãe de primeira viagem.

Ainda pedi que me colocassem no soro  pra que ajudasse na dilatação, mas a enfermeira também disse que não adiantava. Hoje eu sei que era possível sim, mas acontece que ninguém iria querer esperar a dilatação, correndo o risco de ficar até a noite de natal me acompanhando no trabalho de parto.

Enfim, a Luana nasceu de parto cesárea.

Graças a Deus correu tudo bem, não foi como eu havia planejado, mas é Deus que sabe de todas as coisas.

Levaram-na pra mim só depois de 7 horas do parto, mas é inexplicável a sensação de ver seu bebezinho pela primeira vez e tê-la nos braços.

lu 1

Essa é minha princesinha Luana, foi com ela que aprendi a ser mãe.

Obrigada filha por todos os dias de sua vida. Você é meu melhor presente de Natal. Te amo pra sempre.

SAM_0062

Minha princesa hoje com 7 anos e 10 meses. Orgulho da minha vida!! TE AMOOOOOOO.

 

2 Comments:

Cátia Amélia said...

Agradeço do fundo do meu coração a você que considero como amiga de verdade;não me importo com a distância, o importante é que temos consideração uma com a outra e dividimos o amor por artesanato!
Um ANO NOVO de muitas realizações pra você amiga e que em 2011 estejamos aqui sempre juntas!
Beijinhos no coração!

Cátia Amélia said...

Para uma amiga especial que fiz aqui no meu cantinho;o meu reconhecimento e a minha amizade.
Uma lembrança sem fronteiras da amizade que sinto por você!
Um grande beijo no coração !
Minha amiga,dá uma passada no meu blog para pegar o seu selinho!
A homenagem é muito sincera,espero que goste.
http://catiaartesmanuais.blogspot.com/

 
Querer Sempre Bem © 2008 ♥ Template by B.K